Maharajás, princesas e erecções (perdão, eleições…)

  Ver imagem em tamanho real 

Zubeida Begum foi uma actriz casada com Hanuwant Singh, Maharajá de Jodhpur. Muçulmana, converteu-se ao hinduísmo em 1950. A sua história é contada no filme Zubeidaa (2001), com argumento do seu filho Khalid Mohammed, e Karishma Kapoor no papel principal.

Zubeida era filha única do realizador Suleman Seth. Começa a actuar em filmes às escondidas do pai, que quando descobre proibe-a e arranja rapidamente o casamento com Mehboob Alam. Tudo ia bem até que, por um desavença entre a família dele e Suleman, Mehboob divorcia-se, no próprio dia em que ela dá à luz o seu filho Riyaz.

Ela depois conhece o Maharajá, casado e pai de filhos. Mesmo assim apaixonam-se, e casam. Não me vou alongar com o filme, mas prossegue num plano descendente de drama, onde vão morrendo todos… A família recusou-se a comentar o filme.

Isto a propósito de a candidata do Congresso em Kangra, no Himachal Pradesh, norte da Índia, voltar a ser a princesa Chandresh Kumari, de Jodhpur.

Com 64 anos, é a filha mais velha do falecido Maharajá Hanant Singh, e é irmã de Gaj Singh, o actual Maharajá. Pai e mãe entraram também na política, ele morrendo prematuramente em desastre de avião.

http://www.maharajajodhpur.com/hh/hh_profile.htm

Neste quadro perecebe-se bem:

 http://www.maharajajodhpur.com/hh/hist_table.htm 

 

Licenciada, foi eleita para a assembleia legislativa (parlamento estadual) de Himachal Pradesh, em 1972, 1977, 1982, 1984 and 2003. Já foi ministra em algumas ocasiões, membro do Lok Sabha em 1984 (ficou em 1º em HP) e 1989 (ficou em 2º), e do Rajya Sabha em 1996. Casada há 40 anos com Raja Aditya Katoch de Kangra, acima.

Mas em Kangra podem ser um pouco doidos. Este é um quadro de lá, com 200 anos, de arte Pahari (pinturas e miniatura, e ilustração de livros, que se desenvolveu nas faldas indianas dos Himalaias (a palavra quer dizer ‘dos montes’).

        As divindades em cima à direita estão a adorar a deusa Kali, aqui é uma mulher bonita e de corpo proporcionado. Está sobre o corpo do seu marido Shiva, que está com uma erecção, deitado sobre uma pira funerária acesa. Parece que na pintura Pahari é costume ele ter apenas dois braços, mas o crescente e o terceiro olho, bem como a pénis erecto (urdhareta), serão suficientes para se o reconhecer. Ela, tem 4 braços, os da esquerda seguram uma espada e a cabça cortada, sangrando, de um titã, enqanto os da direita mostram gestos de tranquilidade e  caridade.

Fui ao International Journal of Psycho-Analysis, a um número de 1940!, ver aquilo dos urdharetas:

The ancient Indian sexologists were thoroughly alive to the importance of the problem of the duration of coitus. Batsayana, who flourished about 310 b.c., has very ably dealt with the question of orgasm in the male and in the female.

  • Those who cannot stand rough handling during sexual intercourse and in whom the erotic urge is habitually weak and the discharge small in quantity are to be regarded as mandabega.
  • The opposite characteristics are to be seen in persons with strong erotic urge; they are classed as chandabega.
  • Those in whom the erotic urge is of medium strength are called madyabega.

When the male and female belong to the same class the coitus is generally satisfactory, otherwise incompatibilities arise.

In literature one finds mention of Yogis who by special practice become urdharetas. By the term urdhareta is meant a person whose seminal flow is directed upwards. It is believed that the semen, instead of being excreted in such persons, goes to strengthen the intellectual capacities. Such men have no seminal emission even if they indulge in repeated intercourse. The Indian laity strongly believe that this is a manifestation of strength and supernormal power. The few so-called urdharetas whom the writer had opportunity of meeting and analyzing all turned out to be cases showing strong psychoneurotic traits.

Diz-se também que a incontrolável Kali estava uma vez a querer ir para a guerra, e só Shiva a podia parar, permitindo que ela o calcasse. Quando ela viu que havia insultado o seu marido, pôs a língua de fora, que parece que é a forma de alguns indianos expressarem o seu embaraço.Ver imagem em tamanho real

 

Ver imagem em tamanho real

 

 

 

Na campanha de 2007 – que ela perdeu… – podiam escrever-se comentários aqui à actuação política de Chandresh Kumari! :

http://www.jeetegakaun.in/himachal_pradesh_elections_2007/assembly_constituencies/kangra_district/dharamshala/congress/chandresh_kumari.php

Ela enfrenta um desafio difícil. Aquilo é zona BJP. Os seus trunfos serão junto dos Rajputs, assim como de outras comunidades, como os Jats. 

O BJP tem aproveitado a questão, apresentando-a como uma escolha entre ‘uma princesa e um homem comum’…

 O seu opositor, o deputado Jaswant Singh Bishnoi, disse, “I am a common man contesting against the Maharani, who has been brought here by the Congress from Himachal Pradesh. I am one among the common people here whereas she belongs to the Palace (Umaid Bhawan palace hotel where the erstwhile royal family resides).”

Where will you find her after the elections? In her palace or in Kangra?” he asks.

“I joined politics in Himachal. During my pre-marriage days in Jodhpur I was not interested in politics. It was due to my husband’s leanings that I became a member of the Congress party,” diz Chandresh Kumari. “I am your sister and the daughter of Jodhpur. I want your votes to strengthen the hands of Chief Minister Ashok Gehlot. I can sleep on the floor and my doors are always open for the people. I am not like Vasundhra Raje (a ex-Chief Minister do Rajastão, primeira mulher a ocupar o lugar), who needs a five-star hotel to sleep at night.”  

 Mais uma coisa. Ela é vizinha do Dalai Lama. O endereço: Clouds End Villa, Dharamsala, District Kangra, Himachal Pradesh..Ver imagem em tamanho real

 

Ah, e não confundir aquela primeira Zubeidaa com Zubeida Begum Dhanrajgir, actriz no primeiro filme sonoro indiano, Alam Ara, em 1931.

 

PS – e estes, hoje em Delhi?

  a protestarem contra o imposto que os talibãs impõem…..

http://en.wikipedia.org/wiki/Shiromani_Akali_Dal

http://www.thehindu.com/2009/05/04/stories/2009050459171300.htm    mas é o Hindu..

mas a verdade é que já está tudo a desembainhar as espadas…

http://www.thehindu.com/2009/05/03/stories/2009050350041200.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: